O avanço da onda conservadora no Brasil: A resistência dos movimentos sociais na luta pelo Estado Laico

Sem título-2 (1)-page-001

Grupo de Estudos Raciais, o Coletivo Iara e o Grupo de Gênero convidam todxs para se somarem aos debates a respeito da onda conservadora no Brasil e a resistência dos movimentos sociais.

No último período, as vitórias que os movimentos sociais acumularam em suas lutas recentes estão sendo seriamente ameaçadas. Tal retrocesso é orquestrado, sobretudo, por setores conservadores organizados nas bancadas evangélicas do Congresso Nacional, e que, em sua maioria, compõe a base do governo federal. Desde as propostas de redução da maioridade penal, passando pela proposta de Estatuto do Nascituro e o PDC 234/11 – a proposta de “Cura Gay”, nossos direitos vem sendo duramente atacados e colocados no balcão de negócios da governabilidade. Da mesma forma, a realização de megaeventos como a Copa do Mundo ataca diretamente os direitos das populações marginalizadas, em especial a juventude negra, que é cada vez mais criminalizada por conta de uma política higienista e segregacionista implementada pelo governo e pela FIFA.

Diante de tudo isso, não nos calaremos! Nossa luta é por um Estado Laico e por uma sociedade igualitária livre de qualquer tipo de opressão ou exploração.

Além da resistência, o evento garantirá 12 horas complementares! Segue a programação:

Dia 09 de julho, às 18hrs:
A CONJUNTURA E COMPOSIÇÃO DO ESTADO BRASILEIRO E A PREVISÃO AINDA FORMAL DO ESTADO LAICO

– Jackeline Freire Florêncio, Secretária Executiva da Plataforma DhESCA Brasil rede nacional de entidades de Direitos Humanos e da Plataforma Interamericana de Derechos Humanos.
 Xênia Mello, advogada feminista atuante na área de enfrentamento à violência contra a mulher e transfeminismo.

Dia 10, às 9hrs:
CURA GAY E FELICIANO: A QUESTÃO LGBT

– Prof. Ms. Leandro Franklin Gorsdorf, coordenador do NPJ da UFPR.
– César Fernandes, psicólogo e coordenador do GT Psicologia e Questões LGBT do Sindicado dos Psicólogos do Paraná.
– Andressa Regina dos Santos, do Grupo de Gênero do Direito da UFPR, militante da Setorial LGBT da FENED – Federação de Estudantes de Direito e pesquisadora do PET.

Dia 10, às 19hrs
A REDUÇÃO DA MAIORIDADE PENAL E A CRIMINALIZAÇÃO DA JUVENTUDE NEGRA

– Prof. Ms. Priscilla Placha Sá, professora de Direito Penal da UFPR e PUC-PR, Presidente da Comissão de Direitos Humanos e da Comissão da Advocacia Criminal da OAB/PR.
 Renato Almeida Freitas Jr., Assessor Jurídico na Defensoria Pública do Estado do Paraná e pesquisador na área de Direito Penal, Criminologia e Sociologia da Violência.
– Brinsan N’ Tchalá e Thaís Medeiros do Grupo de Estudos Raciais

Dia 11, às 9hrs

ESTATUTO DO NASCITURO: UMA AMEAÇA AOS DIREITOS DAS MULHERES

– Prof. Dr. Adriana Espíndola Correia, professora do NPJ da UFPR e pesquisadora em corpo, direito e biotecnologias.
– Prof. Dr. Melina Girardi Fachin, professora de Direito Constitucional da UFPR e Membro da Comissão de Direitos Humanos, Diversidade Sexual e Estudos de Violência de Gênero da OAB/PR
– Clarissa Maçaneiro Viana, do Coletivo Iara e da Frente Feminista da UFPR
– Naiara Andreoli Bittencourt, do Coletivo Iara e da coordenação do projeto de Promotoras Legais Populares.

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s